(31) 3972-9452 / (31) 9 9382-6600

No artigo da última semana, falamos como o software jurídico permite que você trabalhe à distância. Mas você consegue imaginar um escritório de advocacia de sucesso que seja 100% digital? Sim, é possível!

Foi-se o tempo em que para exercer a advocacia era fundamental ter um escritório próprio, com mobiliários pomposos e os nomes dos sócios pregados na parede. Quando bem planejado e executado, um escritório de advocacia digital pode ser muito produtivo e rentável.

O escritório digital, por exemplo, pode ser um modelo de negócio para quem está começando a carreira jurídica agora. Também é bastante eficiente para dar uma repaginada nas sociedades que estão estagnadas, sem perspectiva de crescimento.

Se você deseja descobrir as particularidades e os potenciais de um escritório de advocacia digital, continue a leitura do artigo de hoje. Esse modelo de negócio pode ser uma ótima estratégia em termos de empreendedorismo jurídico. Por meio dele, você pode desenvolver sua carreira, reduzir despesas e aumentar o lucro.

Como planejar um escritório de advocacia digital?

A presença virtual deve ser feita de forma planejada e profissional. Assim, seu escritório será reconhecido no meio jurídico, conquistando relevância e novos clientes.

A construção da identidade no ambiente digital

Invista primeiro em uma identidade visual de qualidade. Quando bem feita e explorada com inteligência no meio digital, gera mais credibilidade e confiança para seus clientes em potencial.

Registre um domínio profissional para o endereço do seu site e dos e-mails de cada sócio e/ou funcionários. Apresentar-se com e-mails convencionais como Gmail ou Hotmail passa uma imagem de amadorismo, e pode refletir negativamente na imagem do seu escritório digital.

Adote, também, uma plataforma de pagamento e recebimento de honorários, via boleto bancário ou cartão de crédito. Assim, você diminui as chances de inadimplência e tem pleno controle financeiro do escritório digital de advocacia.

O local de trabalho

Você pode optar por trabalhar em home office ou mesmo em escritórios compartilhados. No coworking, por exemplo, você conta com serviços de telefonia e atendimento personalizado, gestão de correspondências, endereço comercial e fiscal. Tudo isso contratando planos básicos oferecidos para os mais diversos tipos de profissionais. Inclusive, existem coworking temáticos, direcionados apenas a advogados.

É importante destacar, inclusive, que a maioria dos coworkings oferecem o serviço de endereço fiscal. Uma vez contratado, esse serviço pode ser utilizado como endereço sede para registrar e formalizar a sociedades de advogados, receber intimações e outras correspondências, assim como a todos os efeitos tributários e fiscais.

Encontros presenciais

Quando precisar realizar o atendimento presencial, você pode contar com a estrutura profissional das salas de reunião de um coworking. Além disso, também é possível utilizar a estrutura dos escritórios compartilhados da OAB em várias cidades do País.

Defina previamente qual será a estrutura adotada para atendimento presencial e os dias em que isso será feito. Assim, você garante a organização e o controle da sua agenda. Uma dica: o escritório virtual funciona melhor atendendo apenas sob agendamento.

Gestão

Outro ponto essencial para garantir a produtividade do seu escritório digital é adotar o melhor software jurídico de gestão. O iProcessum, por exemplo, permite total controle de casos e processos, gestão de prazos, audiências, eventos, publicações e andamentos processuais. Você organiza as atividades e não perde nenhum prazo! Tudo isso a qualquer hora do dia, e de qualquer lugar em que estiver, pelo celular, tablet ou notebook.

Para encontros online

Invista em um bom equipamento de vídeo para atendimentos e consultorias online de onde você estiver. Esse, inclusive, é um diferencial que pode aumentar significativamente a renda do seu escritório por meio dos honorários de consulta.

Vantagens e desvantagens de um escritório digital

O ponto positivo mais relevante de um escritório de advocacia digital é a economia financeira. Os investimentos e as despesas fixas necessárias para criar e manter um escritório fixo próprio são muito maiores que os gastos com um escritório digital.

A flexibilidade de tempo também é outro ponto que merece destaque. Se você escolher o home-office, por exemplo, além de tempo, ainda poupa dinheiro com deslocamento e aluguel de estação de trabalho. Vale lembrar, entretanto, que esse ponto só pode ser considerado como positivo quando se tem disciplina, organização de tarefas e a boa gestão de tempo para trabalhar em casa.

Caso escolha o coworking, existem vários escritórios que funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana. Por outro lado, a dependência da disponibilidade de agenda para salas de reuniões em um coworking, por exemplo, pode se tornar um ponto bastante negativo. Se o escritório for bastante concorrido, talvez seja necessário agendar com antecedência.

É possível ter sucesso com um escritório digital?

O escritório digital não é melhor que o escritório físico. E nem vice-versa. Seu sucesso profissional não vai depender de uma nem de outra escolha. O escritório digital é uma alternativa de negócio para quem quer empreender no universo jurídico.

Talvez você esteja se privando do sonho de ter o seu próprio escritório por causa de barreiras financeiras ou esteja sufocado no aluguel e despesas diversas do seu escritório físico. Então, quem sabe investir no escritório digital de advocacia não seja a solução para realizar seus sonhos na carreira jurídica?

O sucesso profissional vai depender da qualidade do serviço e do atendimento de excelência prestado ao seu cliente, seja em um escritório físico, home office ou coworking.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Bitnami